Como colocar o plano de negócio em prática

Colocando seu plano de negócios em prática

Idéias para empreender

Muitas pessoas tem um empreendimento em germinação em mente. Muito possivelmente você conhece alguém que tem uma ideia excelente para um produto ou serviço pronto para ser colocado em prática – e mais provavelmente ainda, talvez você,  leitora ou leitor, seja uma delas.

Também é possível que você já tenha definido qual será a área de atuação do seu empreendimento. Mas, atenção! Muitas boas ideias acabam por “morrer na praia” por conta de ineficácia na execução do projeto.

Estar somente no campo das ideias não é suficiente – empreendedores também precisam de processos, recursos, parcerias, pessoas e – principalmente- planejamento e disciplina. E, claro, precisam ter alguns fatores em mente quando colocam seus planos de negócio em prática.

Você conhece seu mercado?

Em primeiro lugar, é primordial que você conheça bem o mercado em que vai operar. Ou seja, que você conheça o produto que vai vender e/ou o serviço que tem a ofertar. Qual a importância disso?

Um empreendedor tem como “lição de casa” obrigatória saber como seus concorrentes estão agindo neste mesmo mercado – e principalmente, como novo entrante neste espaço, como você se diferencia em relação aos atores já existentes no mercado.

Quando você realmente conhece seu produto ou serviço, bem como os diferenciais do mesmo, torna-se mais fácil apresentar o mesmo para seu cliente, falando com propriedade e mostrando a importância que este produto tem para seu público-alvo.

“Um ponto importante: no caso da prestação de serviço em particular, é crucial que você seja especializado no que faz.  Isso é o que vai possibilitar a entrega de um resultado de qualidade para o seu cliente.”

Formalizar ainda pequeno?

É importante formalizar sua empresa logo no início? Minha resposta é um enfático sim. Como mencionei em um post anterior, apesar da resistência da parte dos empreendedores em ter muitos gastos no início de suas empreitadas, não há como se desvencilhar da formalização, pois ela é necessária e essencial a qualquer empresa.

Outro fator a se considerar é que no atendimento dos seus primeiros clientes é primordial que você dê o máximo de atenção a eles. E estar com uma empresa aberta e em conformidade com suas obrigações fiscais é essencial para uma oferta profissional, sem a precariedade notada na informalidade – você passa uma impressão mais formal e eficiente para o seu cliente, e por consequência, o deixa mais satisfeito.

Um cliente contente vai validar você socialmente e vai inevitavelmente fazer comentários positivos sobre seus produtos e serviços, ou seja, sobre seu atendimento. E isso vai fazer toda a diferença no sucesso do seu negócio e trazer mais clientes por meio de recomendações e reputação, que vai se consolidando com o tempo e a medida em que você satisfaz sua clientela.

E claro, a escala do seu negócio vai acontecendo em paralelo à sua consolidação no mercado e essa é uma consequência natural da prestação de serviço e/ou entrega de produtos eficiente.

 

Você gosta do que faz?

 

Um último aspecto central que todo empreendedor se depara quando está desenvolvendo suas ideias e principalmente quando as coloca em prática, é sua identificação pessoal com o que está fazendo.

Descobrir se você gosta do que faz é muito importante na vida de empreendedor. Afinal, você vai passar uma parte considerável da sua vida fazendo isso, não é mesmo? E não é exagero dizer que, principalmente no início do empreendimento, muito esforço é tipicamente feito para que o negócio “decole”e se torne rentável no mínimo espaço de tempo possível.

Neste contexto, deixar claro para seu público-alvo que você ama o que faz é imprescindível para conquistá-lo. Se você tem uma padaria artesanal, por exemplo, deve ser capaz de falar com paixão sobre processos de fermentação de pães; se é um profissional de TI, deve poder falar com propriedade sobre o papel da nuvem no investimento de tecnologia de qualquer empresa; se é um personal trainer, deve poder descrever de forma convincente como o preparo físico é um fator chave no desempenho de um executivo em suas tarefas diárias. Estes são exemplos de como transmitir a sua paixão pessoal pelo seu próprio empreendimento.

Eu por exemplo, amo o meu trabalho e isso é evidente para os meus clientes. Quando eu entrego meu trabalho, eu entrego uma excelência intangível que só acontece porque eu amo o que faço.

O que você acha serem fatores essenciais quando está colocando um plano de negócios em prática? Claro que não podemos esquecer de sublinhar a importância de um apoio profissional especializado, como um escritório de contabilidade. Por isso, procure um escritório de contabilidade especializado hoje mesmo para regularizar seu negócio e aproveitar mais oportunidades de desenvolvimento.

 

Se você deseja abrir uma empresa e precisa de orientação, cadastre-se abaixo para solicitar o nosso contato.

E-mail livre de Spam!